Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Inclusão, o que é?

Você já parou pra pensar no significado etimológico da palavra inclusão?

Incluir é sinônimo de inserção, integração, envolvimento e está presente em diferentes contextos.

Há inclusão digital, social, educacional e embora tenham funções distintas todas apresentam o mesmo contexto:

Incluir é colocar dentro aquilo que está do lado de fora”.

Por um longo período praticou-se várias formas de “discriminação, rejeição, isolamento, intolerância e até mesmo eliminação de pessoas fora dos padrões do chamado grupo dominante”.

Em consequência dessa “discriminação”, o Brasil se vê “obrigado” a tornar-se signatário de resoluções  que tratam princípios, políticas e práticas inclusivas adotando assim o paradigma da inclusão, transformando políticas e práticas em atitudes concretas.

Para ler depois: Educação inclusiva, como incluir alunos com autismo?

Hoje, a palavra inclusão aparece frequentemente nos discursos educacionais, sociológicos, políticos e extravasou o seu significado popularizando-a em ambientes diversos.

Em virtude dessa frequência a palavra acabou sofrendo um “desgaste”.

Essa ambiguidade assumida em campos distintos fez emergir a ideia de que não é só integrar na sociedade, escola, comunidade; mas sim, modificar estruturas e aproximar aquilo que estava distante.

Porém, a inclusão não pode ser tratada somente como algo que “estava fora”, ela deve ser a oportunidade de pertencer e não ser vista apenas com a ideia de que aqui você é bem-vindo.

“Construir inclusão é refazer relações e fazê-las humanas”

José e Janice.

Para você, o que a inclusão representa na sociedade?